Ídolo é para sempre #7 – Lev Yashin, a aranha negra de Moscou

O goleiro soviético Lev Yashin (1929-1960), defendeu por 22 anos as cores do Dínamo Moscou. Tendo sua origem no hóquei, o goleiro ingressou no Dínamo no ano de 1949. O seu começo no clube não foi dos mais animadores, Yashin chegou a cogitar um retorno ao hóquei no gelo. Porém, o aranha negra tinha uma inspiração: O goleiro búlgaro Apostol Sokolov, atuando além da pequena área, desempenhando o papel de um líbero, com seu 1.88 de altura, Yashin cortava cruzamentos e corajosamente saía nos pés dos atacantes.

Na temporada 53-54, veio o primeiro título do Campeonato Soviético e a Copa do URSS, seguido de um novo título do Campeonato Soviético na temporada 54-55. Em 1956, ele conquistou a medalha de ouro nas Olimpíadas de Melbourne 1956, batendo o time da Iugoslávia na final. Em 1958, o goleiro já tri campeão do campeonato nacional, foi para sua primeira Copa do Mundo pela seleção da União Soviética. A seleção de Yashin estreou com um empate contra a Inglaterra (2 a 2), depois uma sobre a Áustria, com direito a pênalti defendido ( 2 a 0) e a que talvez lhe rendeu a alcunha de “Aranha Negra”: Uma partida diante do esquadrão ofensivo brasileiro, Yashin fez diversas defesas, operou milagres, mas viu sua seleção ser derrotada pelos futuros campeões pelo placar de 2 a 0. A URSS bateu a Inglaterra no jogo desempate por 1 a 0 e caiu nas quartas de final diante da anfitriã Suécia pelo placar de 2 a 0.

O Campeonato Soviético de 1959 foi novamente vencido pelo Dínamo de Moscou. Lev Yashin e seus companheiros foram campeões da primeira Eurocopa da história, realizada em 1960. Batendo mais uma vez o time da Iugoslávia em uma final e sendo o melhor goleiro daquela edição, este seria seu último título pela seleção nacional. Veio a Copa do Mundo de 1962 e com ela alguns questionamentos sobre a qualidade do então inquestionável “Aranha Negra”. Yashin fez boas exibições até as quartas de finais, onde acabou falhando nos dois gols que levou o Chile para as semifinais da Copa do Mundo.  Mesmo com tais falhas, o goleiro recebeu já em 1963 a Bola de Ouro, concedida pela France Football, sendo o único goleiro a receber tal honra.

 

yashin

 

O aranha negra conduziu a União Soviética até a final da Eurocopa de 1964, mas dessa vez obteve o vice-campeonato, perdendo o título para a anfitriã Espanha. Na Copa de 1966, o goleiro atuou em apenas algumas partidas da equipe que terminou com a quarta colocação. Foi reserva por toda Copa do Mundo de 1970 e se aposentou no ano seguinte. Após encerrar a carreira, Yashin trabalhou na comissão técnica do Dínamo e da Seleção Nacional. Em 1984, foi preciso amputar uma perna, em 1986 teve um AVC (Acidente vascular cerebral) e morreu em 1990, devido a um câncer de estômago.


Honras Individuais e números

  • 812 jogos na carreira
  • 326 jogos pelo Dínamo de Moscou na liga soviética
  • 78 jogos pela seleção nacional soviética
  • 150 pênaltis defendidos
  • 270 jogos sem levar gol
  • Goleiro do Ano da URSS: 1960, 1963, 1966
  • Jogador Europeu do Ano: 1963
  • Bola de Ouro da Revista France Football (único goleiro a vencer o prêmio em toda história): 1963
  • Ordem de Lenin: 1967
  • Ordem Olímpica: 1986
  • Ordem do Mérito da FIFA: 1988
  • Goleiro do Século da FIFA: 2000
  • Jogador de Ouro da Rússia: 2003

    Devido aos seus feitos, Lev Yashin é visto como um dos maiores goleiros da história do futebol mundial. O “Aranha Negra” sempre será lembrado pelos torcedores do Dínamo de Moscou e da Rússia, pois ídolo é para sempre!

Posted by Matheus Felippe