Lucas Piasentin: Ídolo e destaque no FK Čukarički

Lucas Piasentin é um zagueiro de 30 anos, natural de Londrina e que desde 2013 é jogador do FK Čukarički, ele também jogou no União da Madeira, de Portugal. No Brasil passou por: Atlético Paranaense, Rio Branco PR,  Fortaleza, Horizonte, Portuguesa PR, PSTC PR e Angra dos Reis.

O futebol sérvio nunca foi um grande ponto atrativo para os sul-americanos pelo salário, nem pela tradição dos clubes ou até pela grande oportunidade de ter uma boa qualidade de vida, e mesmo assim, recentemente, cada vez mais jogadores migram para a Sérvia e seu futebol. O maior campeão nacional é o Crvena Zvezda, mais conhecido como Estrela Vermelha. São 51 títulos nacionais (25 campeonatos e 26 copas sérvias).

 

Čukarički campeão da Copa Sérvia na temporada 2014-15, e Lucas estava no elenco.
Čukarički campeão da Copa Sérvia na temporada 2014-15, e Lucas estava no elenco.

 

Mesmo assim foi para o Čukarički que Lucas decidiu jogar, e de lá não saiu mais. Já são 2 temporadas completas e seu status como jogador fundamental já é reconhecida no time. Confira a entrevista com o jogador:

 

NA: Você rodou por alguns clubes do Brasil e foi para União da Madeira, de Portugal na temporada 12/13, quais as principais diferenças táticas e técnicas do futebol português em relação ao brasileiro?

Lucas PiasentinNa época 12/13 uma das diferenças táticas eram a formação.Em Portugal, quase todas as equipes jogavam no 4-3-3 enquanto no Brasil ainda não era uma formação muito utilizada. E a diferença técnica é que no futebol português se trabalha pouco menos a bola no meio campo e buscam muito o jogo pelas pontas utilizando a velocidade dos atacantes que jogam abertos. Senti um pouco de dificuldade no começo para me adaptar a essa formação de jogo, pois nunca tinha jogado com essa formação de 4-3-3 e nem jogado contra alguma equipe que utilizava essa formação.

 

NA: E como era a estrutura do União da Madeira?

Lucas Piasentin:  Era uma estrutura pequena mas bem conservada, havia um campo de grama natural onde normalmente treinávamos e um campo sintético para aqueles dias que o campo estava muito danificado ou quando chovia muito e não era possível treinar no campo normal, uma academia e um “café” que era uma conveniência que havia ao lado dos vestiários. Hoje, como o clube se encontra na primeira divisão e tem mais visibilidade, fizeram algumas melhorias e expandiram o centro de treinamento fazendo mais campos e etc.

 

NA: O clube contava com outros brasileiros no elenco. Como era seu convívio com eles?

Lucas Piasentin: Sim! Havia mais quatro brasileiros. O convívio tanto com os brasileiros, como com os portugueses era excelente! Como o União da Madeira se encontra em uma ilha, morávamos todos próximos e tínhamos contatos não só no clube, mas como no dia a dia também.

 

NA: Qual foi o acontecimento que mais te marcou no seu breve tempo pelo futebol português?

Lucas Piasentin: Pra mim foi marcante um jogo União da Madeira vs Sporting, onde eu tive a felicidade de marcar dois gols de cabeça e sairmos vitoriosos desse embate.

 

NA: Em 2013/14, você se transferiu para o Čukarički, da Sérvia, como você foi recebido em seu novo clube?

Lucas Piasentin: Me surpreendi positivamente com o tratamento das pessoas aqui. Me receberam muito bem, foram muito atenciosos e receptivos.

 

NA: Os torcedores sérvios são conhecidos pelo fanatismo por seus clubes. Você concorda com isso?

Lucas Piasentin: Concordo. Eles são muito fanáticos! Principalmente os torcedores das maiores equipes da Sérvia, que são os do Estrela Vermelha e do Partizan, mas também existem outras torcidas de times menores que são muito fanáticos como é o caso do Novi Pazar e Nis.

 

NA:  Qual foi sua principal dificuldade: Se adaptar ao futebol sérvio ou ao idioma local?

Lucas Piasentin: Ao idioma (risos). O futebol tem as suas diferenças, mas não é  tão diferente do futebol de Portugal, mas o idioma é muito difícil e demorei um bom tempo pra aprender a me comunicar e entender o que falavam

 

NA: Qual foi o seu momento favorito pelo Čukarički?

Lucas Piasentin: Existiram vários, mas posso destacar dois que me marcaram muito. O primeiro foi quando disputamos a primeira partida pela Liga Europa, era a primeira vez que eu e o clube disputávamos a competição e foi uma alegria e emoção muito grande em fazer parte da história do clube. A segunda foi no jogo Partizan vs Cukaricki jogando na casa deles, quando marquei um gol de falta a 30 metros de distancia e saímos com a vitória.

 

NA:Você é um jogador muito querido em seu atual clube, mas passa pela sua cabeça retornar ao Brasil algum dia?

Lucas Piasentin: Hoje me sinto muito feliz tanto profissionalmente quanto pessoalmente aqui no Čukarički, fiz muitos amigos e criei um carinho muito grande pelo clube,mas claro que um dia espero retornar ao Brasil.

 

NA: Pretende seguir no mundo do futebol quando encerrar sua carreira de jogador profissional?
Lucas Piasentin:  Essa é uma pergunta que eu mesmo já me fiz e não soube responder. Futebol é a minha vida, a minha paixão e acho que não consigo viver longe dele, talvez algo pelos bastidores.
cukaricki-ofk-581-768x457
Atualmente, o Čukarički é um time que luta para chegar as competições internacionais, e não visa o título logo de cara. Ainda existe muito trabalho para o time do Lucas chegar as competições internacionais, mas ainda assim, não é algo impossível.

Posted by Matheus Felippe